Doces com Arte

Fazer doces é a arte de transformar açúcar em delícias.
Como toda a arte, doces exigem paciência, cuidado e muita dedicação.
Para que o resultado final seja perfeito, utilizamos apenas ingredientes de excelente qualidade.

Quem sou eu

Minha foto
São Paulo - Capital, São Paulo, Brazil
Engenheira, mãe, doceira, professora, esposa. Com a chegada da minha filha decidi que era hora de transformar minha paixão em profissão: transformar açúcar em pequenas porções de carinho. Doces são mágicos pois remetem as melhores lembranças da infância, resgatam sentimentos, abrem sorrisos. Não existe nada melhor do que ver olhinhos brilharem diante de uma mesa cheia de doces. Esse é o meu trabalho: distribuir carinho em forma de docinhos

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

NÃO AO PLÁGIO


Hoje é dia de blogagem coletiva.

Blogagem Coletiva = muitos blogs falando do mesmo assunto ao mesmo tempo

E , como não podia deixar de ser, o tema é plágio, cópia ilegal, roubo, crime mesmo!
Muitas pessoas acreditam que a internet é um território sem lei e, tudo o que está publicado, é de domínio público. 
Na verdade TUDO o que está publicado e disponível na internet foi produzido por alguém, por um autor. Portanto, TUDO tem dono na internet. E se tem DONO, não pode ser usado por qualquer um em qualquer lugar. É necessário pedir autorização do autor antes de sair publicando por aí.
Caso você não peça autorização e se apodere de um trabalho que não é seu, você estará infringindo a  Lei 9.610 - Direitos Autorais. E quem infringe a lei, comete CRIME. Simples assim.

Muita gente acredita que essa lei não é aplicada na internet, que copiar fotos e textos dos outros não dá em nada. Para os crentes da impunidade, lamento informar que o Google e o Facebook punem os plagiadores baseados nessa lei. O negócio é muito sério!

Veja o que o Facebook fala sobre isso: Declaração de Direitos e Responsabilidades

Esse artigo explica direitinho o que acontece com blogs plagiadores: Plagiadores Perdem Posições no Google

Copiar, plagiar, roubar, não compensa! 

E, para finalizar, aqui vai um vídeo sobre ética. Ética - ou a falta dela- tem tudo a ver com plágio: Ética

6 comentários:

  1. Nota 1000, Lu! Bem legal! Um beijo e um queijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um beijo e um queijo pra você também!
      E vamos juntas nessa luta!

      Excluir
  2. Excelente Lu, vou ver se consigo ler todas ainda hoje.
    Como disse a Fernanda Dayrel, "vamos juntas"
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito, parabéns, vamos juntas.
    bjo

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Lú.

    Como o assunto é plágio, permita-me relatar o que tem acontecido comigo:

    Meu poema: A pedra. Circulava como de autor desconhecido ou com o nome de plagiadores. Agora aparece como de Chaplin, Renato Russo, Fernando Pessoa, sem citar a autoria...
    O real autor é Antonio Pereira (Apon). Todos os esclarecimentos em:
    http://www.aponarte.com.br/2007/08/pedra.html

    A forma original do poema:

    O distraído, nela tropeçou,
    o bruto a usou como projétil,
    o empreendedor, usando-a construiu,
    o campônio, cansado da lida,
    dela fez assento.
    Para os meninos foi brinquedo,
    Drummond a poetizou,
    Davi matou Golias...
    Por fim;
    o artista concebeu a mais bela escultura.
    Em todos os casos,
    a diferença não era a pedra.
    Mas o homem.

    Título: A pedra
    Nome do autor: Antonio Pereira (Apon)
    Link para a fonte original: http://www.aponarte.com.br/2007/08/pedra.html

    Se possível, conto com a colaboração na divulgação desses esclarecimentos em Blogs/Sites e Redes Sociais.

    Um grande abraço.

    Antonio Pereira (Apon)

    ResponderExcluir